» » » LBC invade mais uma vez as terras interioranas da Princesa do Capibaribe e adjacências.



E aí galerinha do Bem; Bom Dia, Boa Tarde ou Boa Noite. onde quer que você esteja sinta-se abraçado pelos bikeiros do LBC. Se você esta lendo esta edição do nosso Diário de Bordo do LBC pela primeira vez, seja muito bem vindo ao mundo do ciclismo Limoeirense. Nosso domingo começou às 04 e 30 da matina com os despertadores anunciado que era hora de se arrumar para aquele pedal top. No WhatsApp as mensagens já rolavam a todo vapor. Poe volta da 5 horas e 30 Minutos a galera se reuniu e partiu para fazer o que eles mas gostam, que é pedalar.. O pedal começou com o sol ameno e um clima bastante agradável e isso ajudou demais a galera. Com gente ova no pedal, os baikeiros foram mais que cordiais e eram logo as boas vindas aos novatos que pela primeira vez iriam se aventurara pela Zona Rural de Limoeiro em cima de uma bike. O primeiro lugar por eles passado foi o Sítio Lajes, local muto agradável e devido as chuvas ocorridas no final de Maio e começo de Junho a paisagem estava muito verdinha e esse cheiro de mato verde agradava a todos. Sempre com bons assuntos, a galera tratava de diversos temas atuais e nostálgicos em um bate-papo cheio de coisas boas.

O próximo local que os meninos do LBC passaram foi Bonsucesso de Cima e lá teve até atendimento móvel do SAMUBIKE, onde em um acidente sofrido por um motoqueiro, os ciclistas do LBC munidos de um kit de primeiros socorros ajudaram o ferido que levou uma queda de moto e ralou o joelho. Após terem ajudados os motoqueiros a galera da bike seguiu de Bonsucesso de Cima até os Mendes. muitas ladeiras e adrenalinas tomaram conta do pedal que teve sua primeira e unica parada longa na comunidade dos Mendes. Foi justamente nos Mendes que o grupo se dividiu, mas antes desta divisão  a galera parou para comer e falando em comida, eles comeram bem demais. No cardápio teve o famoso Cuscuz, o Cará, e uma variedade grande de carnes. Para beber guaraná Antártica, café e leite. Após comerem e se saciarem  a galera se dividiu e dois dos novatos desistiram da pedalada e voltaram para o Centro de Limoeiro de carro. O restante seguiu rumo a Fazenda Bagé. Na Fazenda Bagé, aquela paradinha básica para tirar fotos e mostrar depois aos pirueiros do grupo no WhatsApp.

Há estas horas o pedal mais parrudo já tinha sido vencido e deste ponto até a chegada final era questão de quilômetros. A chegada a Lagoa Cumprida foi bem tranquila, mas durante o trajeto muitos pontos de lama e isto deixou a trilha ainda mais bacana. Mais fotos foram tiradas e dentre elas fotos de cagado, arco-íris, dentre outras paisagem e coisas por eles vistas. Ao chegar em Carro de Telha a galera já estava toda suja de lama, mas contente por ter viso paisagens bonitas que só Deus nos proporciona.  Sítio Sapé, foi a próxima parada do grupo  e  lá mais uma parada para tomar água e apreciar a paisagem.  A passagem pela Estrada Velha foi mais rápida e não teve paradas o que garantiu mais rapidez ao final do pedal. Ao desemborcarem na comunidade dos Coqueiros, ele sentiram no ar o gostinho de dever realizado, afinal de lá ara casa era um pulo, algo em torno de 5 KM. Todos chegaram bem disposto e satisfeitos por terem pedalados seus 42 KM de uma trilha bem diversificada. Assim ficou registrado neste Diário e Bordo mais uma aventura dos garotos e garotas do LBC. Tenham todos uma excelente semana e até domingo que vem com mais um pedal do LBC.

Confira essas e mais fotos em nossa Página no Facebook.











Postador Marcio Wanderley

Aqui você coloca uma descrição do postador exemplo. Oi lá! eu sou um verdadeiro entusiasta Na minha vida pessoal eu gastar tempo com a fotografia, escalada, mergulho e passeios de bicicleta da sujeira.
«
Proxima
Este é o post mais recente.
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta