» » Qual a bike certa para começar no Mountain Bike?



A escolha deve começar pela faixa de preço que você está disposto a gastar, se o seu orçamento permite gastar entre R$ 3.000,00 e R$ 4.500 reais, então você terá muitas opções no mercado, entretanto se o valor disponível for mais modesto, as opções existentes poderão não ser satisfatória para um uso adequado nas trilhas, veja por que!

Relação de marchas

O fator mais importante em uma Mountain Bike para uso na terra é a sua relação de marchas, pois haverá subidas de todos os níveis em seus passeios, então é importante ter marchas bem “leves” para conseguir subir pedalando. Neste quesito a escolha deve ficar entre as de 27 ou 30 velocidades.

A quantidade de marchas de uma Mountain Bike foi aumentando durante a sua evolução, no inicio eram 15 e 18 marchas, hoje já passam de 30, mas será que precisamos de tantas marchas assim? A resposta vai depender de quão forte você é e de quanta força você vai querer fazer, desta forma a evolução das atuais Mountain Bikes fez surgir opções com um menor número de marchas para diminuir peso, chegando à opção em bikes com apenas 11 marchas. Isto é viável? É para quem é forte e visa performance em competições.

Uma relação ideal de marchas é aquela que permite você pedalar na subidas mais esgrimes sem esforço exagerado e em velocidades elevadas sem ter que girar os pedais em demasiado e ainda ter um escalonamento (intervalo entre as marchas) uniforme.

Sistemas de freios
Hoje em dia os freios a disco estão dominando o mercado, porém há dois tipos: os de acionamento hidráulico e os de acionamento a cabo, a opção por freios hidráulicos é totalmente aconselhável, mesmo que seja um pouco mais caro.

Há também os sistemas V-Brake, onde a atuação é feita no aro da roda, este tipo de freio é bastante eficiente, de fácil manutenção e custo beneficio excelente.

Suspensão

Ter uma Mountain Bike sem suspensão alguma é quase inadmissível, a maioria das bicicletas para uso em terra já vem com suspensão dianteira, porém duas características se destacam neste equipamento: peso e tipo de amortecimento.

Os modelos mais básicos chegam a pesar quase 2,5 kg enquanto os  modelos mais desenvolvidos ficam abaixo dos 1,5 kg.

Os sistemas de amortecimento são: elastomero, mola metálica e ar, sendo este último o permite uma atuação mais ampla e com maior sensibilidade.

Peso da bike
Quanto mais leve melhor, mas como via de regra, uma bike deve ter entre 13kg e 14 kg, sendo o ideal entre 12kg e 13 kg. Abaixo de 12 kg as gramas retiradas aumentam de preço exponencialmente.

Marca da bike

Com o atual nível de globalização, tem praticamente a mesma origem. A maior diferenciação acaba sendo na marca e o custo.

Aro 26, 27,5 ou 29

O mercado traz cada vez mais opções, a modelo 29” surgiu gerando uma infinidades de comentários. Depois vieram as 27,5”, mas no final das contas o que realmente importa é a peça que fica em cima do selim: você.

Para quem vai pedalar sem compromisso qualquer dos tamanhos serve, mas podemos ressaltar algumas das características nas 29”:

1-     Ela passa mais facilmente pelos obstáculos, proporcionando também um maior conforto.

2-     Tem uma tendência menor em subir a roda da frente em subidas íngremes

3-     Por outro lado, as marchas são uns 11% mais pesadas que em uma 26”, podendo ser contornado com uma relação 22x36 para a 1ª marcha, visto que a maioria das 29” vem com a relação 24x36.

Monte a sua!

Uma boa opção é montar peça-por-peça, sabendo o que comprar e fazendo uma boa pesquisa de preço dá para economizar no valor final em relação a comprar uma bike pronta.

Além de pesquisar nos sites de vendas nacionais, consulte também nos internacionais.

E para finalizar lembre-se de escolher o tamanho certo do quadro, se possível consulte um técnico em bike fit para te indicar o tamanho adequado da bike de acordo com a sua estatura.

Postador Marcio Wanderley

Aqui você coloca uma descrição do postador exemplo. Oi lá! eu sou um verdadeiro entusiasta Na minha vida pessoal eu gastar tempo com a fotografia, escalada, mergulho e passeios de bicicleta da sujeira.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta